Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > L1. Análise de alimentos
Início do conteúdo da página

Linha 1 - Pesquisa e desenvolvimento de processos e métodos de análise de alimentos

Publicado: Sexta, 05 de Março de 2021, 20h48 | Última atualização em Sexta, 05 de Março de 2021, 20h59 | Acessos: 25

Esta linha atuará na pesquisa, desenvolvimento e inovação em novos métodos de análise de alimentos. São geralmente aplicados para otimização de processos e no desenvolvimento de métodos para controle de qualidade de novos alimentos ou para alimentos não inovadores e que não possuam métodos adequados para tal, por exemplo, aferição adequada de vida de prateleira. Tal linha foi baseada na alta demanda apresentada pelas indústrias de alimentos em processos específicos e que, portanto, necessitam de métodos de análise e processos peculiares.

Como exemplos práticos, estabeleceu-se cooperação técnica entre o Campus Matão do IFSP e duas empresas. Em uma delas o objetivo foi o desenvolvimento e validação de método de análise de um flavonoide em casca de laranja. Não existe método validado para extração e quantificação do referido flavonoide, sendo necessária a atuação da pesquisa para tal inovação. Na segunda empresa, foi necessário desenvolvimento de métodos de ajustes de processo com base biotecnológica para melhoria e controle da qualidade de polvilho de mandioca, com prospecção e desenvolvimento de inoculo microbiológico e desenvolvimento de método confiável para índice de expansão. Ressalta-se que em ambos os casos se tem o objetivo de colaborar com o desenvolvimento na área de alimentos, seja buscando resultados rápidos para tomada de decisão e otimização/correções de processos, seja para contribuir com a qualidade dos produtos.

Definição de métodos de análises adequados durante o processo de validação, demonstram a confiabilidade analítica com a qual os resultados são obtidos. Tal experiência pode ser aplicada no auxílio de laboratórios interessados em implementação de adequado controle de qualidade interno ou para certificações, tal como a ISO 17.025. Empresas auditadas e certificadas ampliam mercado nacional e para exportações, favorecendo ainda a balança comercial brasileira.

Fim do conteúdo da página